"Sergio Camargo | percurso escultórico"

Dimensões: 23 x 26 cm

Número de páginas: 80

Catálogo da exposição realizada no Museu Oscar Niemeyer, Curitiba, 13/abr a 26/ago/2012, sob a curadoria de Paulo Venancio Filho.

 

Sergio Camargo (1930-1990) foi um artista que que trabalhou com a sequência e a incisão em volumes geométricos e mostrou a sua produção internacionalmente.

Nesta mostra é possível perceber o seu percurso nas 46 obras expostas, 26 delas tridimensionais, além de desenhos e estudos. As esculturas na década de 1960 são cilindros múltiplos e inclinados de madeira. Nos anos 70, sólidos móveis em mármore. Durante a década seguinte, sus trabalhos utilizaram um tipo especial de mármore duro, o negro belga.

Em 1946, instala-se com a família em Buenos Aires, e aos 16 anos passa a frequentar a academia Altamira, onde tem contato com Lucio Fontana, reconhecido internacionalmente como o artista da incisão.

É notória sua obra "Homenagem a Brancusi", de 1968, que mostra o elo do convívio e da admiração do artista carioca em relação ao artista romeno. É um diálogo entre dois olhares.

Camargo construiu trajetória no circuito de salões e bienais. Durante décadas sujeitou o seu trabalho a opiniões e juris, e foi reconhecido, de São Paulo a Londres.

Catálogo Sergio Camargo

R$50,00 R$25,00
Catálogo Sergio Camargo R$25,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • MON Loja Rua Marechal Hermes, 999, Curitiba Atendimento de Terça à Sexta das 10:00 às 17:30

    Grátis
Compra protegida
Seus dados cuidados durante toda a compra.
Trocas e devoluções
Se não gostar, você pode trocar ou devolver.

 "Sergio Camargo | percurso escultórico"

Dimensões: 23 x 26 cm

Número de páginas: 80

Catálogo da exposição realizada no Museu Oscar Niemeyer, Curitiba, 13/abr a 26/ago/2012, sob a curadoria de Paulo Venancio Filho.

 

Sergio Camargo (1930-1990) foi um artista que que trabalhou com a sequência e a incisão em volumes geométricos e mostrou a sua produção internacionalmente.

Nesta mostra é possível perceber o seu percurso nas 46 obras expostas, 26 delas tridimensionais, além de desenhos e estudos. As esculturas na década de 1960 são cilindros múltiplos e inclinados de madeira. Nos anos 70, sólidos móveis em mármore. Durante a década seguinte, sus trabalhos utilizaram um tipo especial de mármore duro, o negro belga.

Em 1946, instala-se com a família em Buenos Aires, e aos 16 anos passa a frequentar a academia Altamira, onde tem contato com Lucio Fontana, reconhecido internacionalmente como o artista da incisão.

É notória sua obra "Homenagem a Brancusi", de 1968, que mostra o elo do convívio e da admiração do artista carioca em relação ao artista romeno. É um diálogo entre dois olhares.

Camargo construiu trajetória no circuito de salões e bienais. Durante décadas sujeitou o seu trabalho a opiniões e juris, e foi reconhecido, de São Paulo a Londres.